Mulheres são as grandes homenageadas na noite de abertura do 41ª Festival Guarnicê de Cinema

Por Luana Alves, Lucas Silva e Victória Chaves

Fotografia: Leonardo Mendonça.

Apresentações culturais, homenagens às mulheres no audiovisual e a pré-estreia nacional do filme Alguma Coisa Assim foram os destaques da cerimônia de abertura da 41ª edição do Festival Guarnicê de Cinema. A solenidade, que ocorreu na noite deste sábado (9), no Teatro Arthur Azevedo, ressaltou a presença feminina nas produções cinematográficas e reafirmou a importância da realização do festival em meio ao um cenário econômico conturbado.

A noite de abertura da 41ª edição teve início com a apresentação da Cia Encantar de Arte & Cultura, dando boas-vindas ao público. Em seguida, a coordenadora geral do festival, Fernanda Pinheiro, saudou os presentes e agradeceu também todos aqueles que contribuíram para a concretização da 41ª edição do Guarnicê, o que, para ela, é a materialização de um sonho. Na sequencia, ela falou sobre o destaque às mulheres nesta edição da mostra.

“O festival este ano, além de homenagear grandes nomes do cinema, também tem na sua linha de frente mulheres, no júri, nas oficinas. Nós queremos levantar essa bandeira de luta de inclusão da mulher em cargos de direção e posições de destaque no cinema.”, destacou.

A reitora da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Nair Portela, relembrou que o Festival Guarnicê é uma grande responsabilidade da universidade, que já vem sendo realizado há 41 anos. Além disso, agradeceu as parcerias e a sociedade maranhense, pois sem esse apoio seria difícil sua realização.  a homenagem às mulheres desta edição, a reitora afirmou ser uma justiça social e ressaltou que a sociedade precisa estar numa luta coletiva para evitar a violência contra a mulher. Já o executivo de comunicação e marketing da CEMAR, Luiz Carlos Cardoso, desejou a permanência do evento no calendário maranhense, a fim de continuar a promoção e a valorização dos artistas e dos agentes locais que trabalham com o audiovisual, sobretudo as mulheres.

Após as falas de abertura, a solenidade homenageou grandes nomes femininos do cinema nacional e local. Tata Amaral, Isa Albuquerque, Nerine Lobão, Ione Carvalho e Mavi Simão tiveram o seu trabalho reconhecido pelo festival. Nerine confessou estar realizada por ter contribuído durante tantos anos para a  realização do Guarnicê e afirmou ser raro que uma universidade pequena como a UFMA promova anualmente um evento de grande porte como esse. Tata Amaral revelou que essa foi a primeira homenagem recebida durante os anos de carreira e que estava bastante sensibilizada. Ainda, enfatizou que as mulheres vêm tendo um grande protagonismo no cinema brasileiro nos últimos anos, porém, mas comparado à participação dos homens, o percentual de produções femininas ainda é muito pequeno.

Alguma Coisa Assim 

O filme da abertura do 41º Festival Guarnicê de Cinema Alguma Coisa Assim, sendo exibido pela primeira vez nas telas de São Luís. A produção é dirigida por Mariana Bastos, que acompanhou a exibição do filme no Teatro Artur Azevedo, com atuação de Carolina Abras e André Antunes que interpretaram Mari e Caio, dois jovens amigos que dividiam sonhos, medos e aspirações tendo dilemas sobre sexualidade, família e relacionamentos afetivos.

O 41ª Festival Guarnicê de Cinema ocorre até o dia 16 de junho, no Centro Histórico de São Luís, e é aberto ao público.