CURADORES

Carlos  Benalves  

Radialista, Professor do Departamento de Comunicação Social da UFMA, Pesquisador do Grupo de Pesquisa em Estratégias Audiovisuais na Convergência.   


Arturo Saboia   

É cineasta e publicitário com quase uma centena de prêmios ao longo da carreira. É Diretor e roteirista do curta-metragem “Acalanto”, ganhador de 6 Kikitos no Festival de Cinema de Gramado, incluindo Melhor Diretor e Melhor Filme, além de dezenas de outros prêmios nacionais e internacionais. Também é diretor e roteirista do curta-metragem “Borralho” (2006) selecionado em 42 festivais nacionais e internacionais, conquistando 12 prêmios. É roteirista do curta-metragem ”Pelo ouvido”,  (2009) selecionado em mais de 100 festivais nacionais e internacionais e conquistando 16 prêmios e mais recentemente lançou seu mais novo filme “Farol”, que estreou no Festival de Cinema de Cannes de 2018. Arturo Saboia também é diretor e roteirista de vídeos institucionais e videoclipes musicais.  


 Roberval Duarte  

É cineasta e produtor cultural, nasceu no Rio de Janeiro em 1964 e tem formação em Cinema pela Universidade Federal Fluminense, tendo trabalhado por 14 anos no Centro Cultural Banco do Brasil-RJ, nas áreas de Audiovisual, Arte-Educação e Música. Atuou, entre 2002 e 2010, como curador de filmes brasileiros do Festival de Cine de Huesca, tradicional evento cinematográfico espanhol. Foi assessor da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura (SAv/MinC), entre 2005 e 2007, quando coordenou a fase de implantação do projeto de difusão Programadora Brasil, desenvolvido entre o Centro Técnico Audiovisual (CTAv), no Rio de Janeiro, e a Cinemateca Brasileira, em São Paulo. Atuou, ainda, nos programas DOCTV IB e Olhar Brasil. Retornou à SAv em 2013, quando exerceu o cargo de Coordenador-Geral do CTAv.


Thais Fonseca Nunes  

É Mestra em Cultura e Sociedade pela Universidade Federal do Maranhão e Licenciada em Letras pela Universidade Estadual do Maranhão. Pesquisadora dos temas: adaptação da literatura para cinema e TV, narrativa audiovisual, o olhar e olho da câmera, com publicações de artigos e resenhas em jornais, sites e revistas especializadas. Atua em programas e projetos na área da cultura, do cinema e da literatura como produtora, consultora, curadora e oficineira. É produtora do Festival Guarnicê de Cinema da UFMA.  


Aída Queiroz  

Graduada em Belas Artes pela UFMG, é diretora de animação formada pelo convênio National Film Board of Canada / Embrafilme que resultou em seu primeiro curta-metragem “NOTURNO”, vencedor do Prêmio Coral Negro de Havana em 1987. É sócia da produtora carioca Campo 4, que se destaca por produções como as inserções de animação na série jornalística “Quem Sou Eu?”, exibida recentemente no programa Fantástico da Rede Globo, a abertura da novela “Cordel Encantado” e aberturas de séries como “Brasil a Bordo” de Miguel Falabella. Dirigiu a abertura da novela “Orgulho e Paixão, também da Rede Globo. Faz parte da criação e direção do Anima Mundi – Festival Internacional de Animação do Brasil.