Cine Guarnicê Especial

“Flor de Abril” em cartaz nesta quarta, no Auditório Central da UFMA

Em celebração aos 50 anos da Universidade Federal do Maranhão (Ufma), o Departamento de Assuntos Culturais (Dac) da Proexce exibirá no Projeto Cine Guarnicê desta semana, o longa maranhense “Flor de Abril”, do diretor Cícero Filho. A sessão especial será nesta quarta-feira (19), às 12h30, no Auditório Central da Cidade Universitária Dom Delgado, em São Luís (MA). A sessão especial será gratuita. “Flor de Abril” é um dos filmes mais assistidos na história do Festival Guarnicê de Cinema. Participe!

CAMPANHA MSC6 flor_BANNER UFMARealizado pelo Dac da Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Empreendedorismo (Proexce), o Cine Guarnicê tem apoio da Fundação Sousândrade, Universidade FM, Gráfica Universitária e TV UFMA. O Projeto promove a cada quinzena mostras gratuitas de filmes do acervo do referido festival. A iniciativa amplia o circuito de exibição de filmes não comerciais na capital maranhense e leva o cinema à comunidade acadêmica da UFMA.

Segunda a diretora do DAC e coordenadora do projeto, Fernanda Santos Pinheiro, essa função social e pedagógica do audiovisual promove ainda a formação de público para o Festival Guarnicê de Cinema e estimula e amplia o conhecimento dos alunos, servidores, técnico-administrativos e colaboradores sobre o universo, produção e a linguagem cinematográfica. “O cinema hoje faz parte da agenda cultural da Ufma”, disse a diretora.

 “Flor de Abril” é o terceiro longa-metragem do diretor Cícero Filho. Os dois primeiros foram “Entre o Amor e a Razão” (2006) e “Ai que Vida” (2007). No filme, a atriz Dayse Bernardo fez a sua estreia no cinema e interpretou quatro personagens. O título remete a uma flor única do nordeste brasileiro, que nasce apenas no mês de março, mas suas pétalas – de cor púrpura – desabrocham em abril e murcham no mesmo mês.

Segundo a sinopse, assim será Teresa, moça ingênua e romântica, típica dos adolescentes apaixonados, que é vítima de uma série de circunstâncias extremas e murchará com as decepções. “Da menina do campo à prostituta repleta de culpa, Teresa busca sua redenção ao entregar-se a um novo amor, mas, como é da natureza humana, cometerá mais erros”, informa a sinopse. As cenas foram rodadas no Maranhão e Piauí.